Mar Puro

Elevação Espiritual de Portugal

Nome:
Localização: Rotterdam, Feijenoord, Netherlands

Afinal, o que é a Vida?! A soma das visões de todos aqueles que cá andaram, mais a soma das visões de todos aqueles que cá estão, mais a soma das visões de todos aqueles que cá irão andar, é, aproximadamente, igual á diferença de opiniões sobre isso mesmo...

sexta-feira, fevereiro 25, 2005

Como funcionará melhor este sistema social?

Para que a Elevação Espiritual de Portugal aconteça na direcção vivificante, positiva e amantíssima, cada português deve compreender o seguinte:
Temos de ter a consciência que não é nada fácil fazer um país funcionar da melhor maneira: são muitas pessoas, muitas ideias, muitas maneiras de estar e ver a vida.
Temos de ter consciência de que a Europa, até há pouco tempo, viu muitos dos seus países serem governados por tiranos que, de um modo, no mínimo, egoísta e egocêntrico, fizeram cada um desses países funcionarem em prol do seu próprio bem-estar pessoal, logo, estagnando e até mesmo atrasando a evolução dos mesmos.
Temos de ter consciência que a democracia está implantada na Europa há bem pouco tempo...
Temos de ter consciência de que fazemos parte de uma experiência social e democrata em larga escala, onde as várias pessoas que, por cada governo passam, eleitas pela nação, vão experimentando vários métodos de funcionamento da máquina social, nas várias áreas que constituem o país.
Temos de ter consciência de que, neste momento, experimentam-se métodos de alcançar a harmonia entre entidades patronais e operárias; entre curriculuns escolares, professores, alunos e mercado de trabalho; entre meio ambiente e economia empresarial, etc., etc., etc...
Ora, para alcançar tal harmonia de funcionamento social entre as várias áreas que constituem uma sociedade, tem-se que, maior parte das vezes, aprovar leis e métodos que nunca foram experimentados a nível prático em nenhuma sociedade, mas que, teoricamente, parecem ir aproximar a área a que elas se destinam da harmonia entre os vários componentes humanos e materiais que dela fazem parte... depois, é deixar a coisa correr, procurar aplicar tais métodos da melhor maneira possivel e vêr quais são os resultados.
Temos de ter consciência de que, presentemente, não há outra maneira de descobrir qual a melhor maneira de fazer uma sociedade funcionar e que não existe, por agora, melhor maneira de aproximar o Homem da utópica Sociedade Perfeita, a não ser através deste método exprimental.
Cada português tem de ter consciência de que cada um tem um esforço a fazer para que o sistema funcione nas melhores condições, compreendendo que, também os seus governantes (e vamos acreditar nisto) estão a esforçar-se por fazer a sociedade portuguesa funcionar da melhor maneira possivel.
Para que a evolução aconteça mais rápida e eficazmente, cada uma das partes que constiuti a nação tem de ter a consciência que, quando acorda de manhã, tudo o que fizer, disser, sentir, comer, beber, etc., irá mudar tudo á sua volta! Desde políticos, financeiros, empresários, operários, estudantes, todos precisam de compreender que somente através do amor, do respeito, da tolerância para com cada um dos irmãos e irmãs é que o país evolui espiritual e materialmente.
É difícil fazer um país funcionar, mas mais difícil é educar cada um dos seus cidadãos. Quando a classe governamental se assume como algo humano, que pode errar e que está em vias de crescimento, então, torna-se muito mais credível aos olhos da nação e a própria nação sente-se mais próxima dos seus governantes e pronta a judá-los no desenvolvimento positivo, vivificante e amantíssimo da mesma.
Quando as classes governamentais dão o exemplo sobre o que é o Amor, a compreensão, a tolerância e o respeito, então, toda a nação sente que tem um ponto de referência para o que é vivificante, positivo e amantíssimo.
Quando os meios de divulgação informativa educam o cidadão sobre cultura cívica, os métodos aplicados no funcionamento da sociedade, ainda que experimentais, resultam em níveis muito mais elevados de sucesso, devido ao crescimento da consciência cívica nos meios públicos e profissionais. O que acontece em Portugal é exactamente o contrário: devido ao baixo nível de consciência cívica existente no território, qualquer método experiementado em qualquer uma das áreas que constituem a sociedade portuguesa, resulta em menor grau de eficiência, já que, a consciência cívica do povo português não ajuda no sucesso da concretização de tais métodos.
Temos que ter consciência de que, tudo o que fazemos, é uma construção prática do país em que vivemos. Se tivermos consciência disto, então, a sociedade evoluirá para níveis de qualidade de vida muito mais agradáveis a qualquer um dos cidadãos.

dualeto_2004@hotmail.com

5 Comments:

Blogger Å®t_Øf_£övë said...

Passei para conhecer o teu espaço porque a Isa Xana do blog Lápis e papel me despertou a curiosidade.
Bom fds.
Abraço.

fevereiro 26, 2005 2:51 da manhã  
Blogger isa xana said...

agradeço a honestidade.
há algum tempo atrás ninguem diria q a minha poesia seria melhor que a prosa, mas a vida tem destas coisas. ja nao es o primeiro a dizê-lo e até me sinto bem. gosto de saber q os meus poemas sao bons. e acho necessario ter consciencia que ainda tenho mto que aprender, pequenos truques para absorver.
sê sempre honesto:)
acreditarei sempre q aquilo q dizes é a verdade e nao a tentares ser simpatico ou antipatico=p

*

fevereiro 26, 2005 4:20 da tarde  
Blogger isa xana said...

gostei do teu blog.
no inicio achei que nao tinhas um "tema" (e nem é preciso ter) mas depois vi q me enganei. o teu tema é Portugal e a escrita em portugues(pelo menso foi o q achei)... o q já um tema enorme!
so duas sugestoes a fazer-te:
primeira: quando tiveres mt a dizer, divide-o em dois ou mais posts, dependendo do teu texto. digo-te isto porque sei q quando as pessoas vêem um texto bem grande assustam-se e muitas vezes nem o começam a ler. ja me aconteceu-me assustar-me com textos enormes e dpois quando os lia até gostava muito, mas sei q há muitos q nem os chegam a ler.
a minha outra sugestao é: quando fores ao blog de alguem, deixa o teu blog lá. no teu perfil so aparece MarPuro mais nada e quem quer visitar-te não consegue.
quantas mais visitas fizer ao teu blog, mais saberei para te dizer o que acho. até agora gostei, sim:)

*

fevereiro 26, 2005 5:30 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. film editing schools

março 18, 2007 8:55 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

www.galerart.blogspot.com

dezembro 10, 2007 12:37 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

  • Lápis e Papel